outubro, 2021

2021sex22out21:00Zélia Duncan no Cine Theatro Brasil21:00(GMT-03:00) View in my timeCine Theatro Brasil Vallourec, Av. Amazonas, 315 - Centro, Belo Horizonte - MG, 30180-000YouTubeIngressosTempo

Detalhes do evento

Zélia Duncan no Cine Theatro Brasil Vallourec

Zélia Cristina Duncan Gonçalves Moreira (Niterói, 28 de outubro de 1964), conhecida pelo nome artístico Zélia Duncan, é uma atriz, cantora e compositora brasileira.

Aos 16 anos, em 1981, Zélia enviou uma fita para a Sala Funarte de Brasília, que na época realizava concursos. Foi selecionada em primeiro lugar e apresentou lá o seu primeiro show. Abriu com a canção “Fazenda” de Milton Nascimento e após a apresentação bem sucedida várias portas se abriram para ela: abriu um show de Luis Melodia, no Teatro Nacional de Brasília, começou a se apresentar constantemente e ainda foi selecionada para representar Brasília no projeto Pixinguinha, viajando por sete cidades. Aos 22 anos (1987) voltou a Niterói, morando com sua avó Zélia. Na época trabalhava no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (RJ) e fazia de tudo um pouco: foi locutora da rádio Fluminense FM onde usava a outra parte do seu nome: Cristina Moreira. Foi backing vocal do cantor José Augusto e de Bebeto. Cursou Teatro na CAL (Casa das Artes das Laranjeiras) e também nessa época fez seu primeiro show no Rio de Janeiro.

No final de 1989, conheceu a diretora de teatro Ticiana Studart, que trouxe de Nova York ideias para um show arrojado e irreverente. A linha de pensamento foi: “produzir é um caos, os espaços são um caos, a violência é um caos, o isolamento cultural é um caos,” e logo veio um nome apropriado para o show: “Zélia Cristina no caos.” Como a própria Zélia descreveu:

Embora ainda correndo à margem da grande mídia, sem críticos ou chamadas na TV, o resultado foi muito recompensador. Da Laura Alvim fomos para o Mistura Fina, ambos com lotações esgotadas, e tive a visita de alguém do Estúdio Eldorado, que me convidou para, enfim, gravar um disco.

O novo álbum da cantora começou a ser gravado no dia 15 de junho de 2015, data confirmada pela cantora com uma foto em seu perfil oficial no Facebook.

Dedicado ao samba, Antes do mundo acabar foi lançado no início de outubro de 2015, sendo produzido por Bia Paes Leme e contando com algumas faixas inéditas, escritas por Zélia e alguns parceiros, entre eles: Arlindo Cruz, Zeca Baleiro e Xande de Pilares. No mesmo ano, sua regravação de “Decadence Avec Elegance”, canção de [Lobão, fez parte da trilha sonora da telenovela Cúmplices de um Resgate.

Em 2015, participou da canção “Trono de Estudar”, composta por Dani Black em apoio aos estudantes que se articularam contra o projeto de reorganização escolar do governo estadual de São Paulo. A faixa teve a participação de outros 17 artistas brasileiros: Chico Buarque, Arnaldo Antunes(ex-Titãs), Tiê, Dado Villa-Lobos (Legião Urbana), Paulo Miklos (Titãs), Tiago Iorc, Lucas Silveira (Fresno), Filipe Catto, Pedro Luís (Pedro Luís & A Parede), Fernando Anitelli (O Teatro Mágico), André Whoong, Lucas Santtana, Miranda Kassin, Tetê Espíndola, Helio Flanders (Vanguart), Felipe Roseno e Xuxa Levy.

Em junho de 2016, Zélia foi a grande vencedora da edição daquele ano do Prêmio da Música Brasileira, no qual ganhou em três categorias: Melhor Álbum de Samba, Melhor Cantora de Samba e Melhor Canção por “Antes do Mundo Acabar” com Zeca Balero.[40]

Em 2019, seu álbum Tudo É Um foi indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira.

A primeira apresentação de Zélia com a presença de público durante a pandemia de COVID-19, aconteceu em 28 de novembro de 2020, na Sala São Paulo, na capital paulista, junto com Mart’nália. A apresentação fez parte da série Encontros Históricos, com a Orquestra Jazz Sinfônica e teve todos os cuidados de distanciamento e demais protocolos sanitários.

Basquete

Com dez anos de idade, interessou-se pelo basquetebol, uma paixão que cultivou até os dezesseis anos. Nessa época, Zélia e seu inseparável violão animavam as viagens com o time. Integrou a seleção feminina de Brasília. A opção definitiva pela música veio quando a data de um campeonato coincidiu com a de um festival.

Corrida

Pratica regularmente, tendo em março de 2010 participado de sua primeira meia maratona em Nova York. “Correr foi se tornando uma terapia, um alívio, uma meditação…bem, dia 17/3, desembarquei em NYC, para minha primeira meia-maratona(21km).”

No dia 10 de outubro do mesmo ano completou sua primeira maratona, em Chicago. Percorreu 42,195 km em 5:10:34.

“De volta ao lar, imagens da corrida me assaltam (…) Gente, na boa, a maratona é uma coisa sensacional uma decisão que deve ser levada a sério e para alguém como eu ,um milagre!”

Wikipédia

Cuide-se:

  • Use máscaras sempre que sair de casa;
  • Lave as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos;
  • Se não tiver água e sabão, use álcool 70% em gel;
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal;

 

Mais informações:

Disque Saúde: 136

Consulte o site do Ministério da Saúde: www.saude.gov.br/coronavirus

Veja também:
Shows

Baladas
Stand-ups
Portugal

Concertos e vida noturna

 

 

Veja ainda: agendas nacional, regionais e estaduais de caminhadas, corridas e maratonas, no Brasil, em prorunners.run. Click aqui. 

Zélia Duncan no Cine Theatro Brasil Vallourec

Mais

Ingressos

Ingressos

Tempo

Tempo

YouTube

YouTube
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
X