outubro, 2021

2021sex01out21:00Sandra de Sá no Palácio das Artes21:00(GMT-03:00) View in my timePalácio das Artes - Belo Horizonte, Av. Afonso Pena, 1537 - Centro, Belo Horizonte - MG, 30130-004YouTubeIngressosTempo

Detalhes do evento

Sandra de Sá no Palácio das Artes, em Belo Horizonte

Sandra Cristina Frederico de Sá (Rio de Janeiro, 27 de agosto de 1955) é uma cantora, compositora e instrumentista brasileira.

Sandra Cristina Frederico de Sá (Rio de Janeiro, 27 de agosto de 1955) é uma cantora, compositora e instrumentista brasileira.

Carioca do subúrbio ferroviário de Pilares, a música está em sua genética, já que seu pai era baterista.

Sua voz grave e potente vem de sua africanidade, pois é neta de um caboverdiano. É detentora de diversos prêmios de melhor cantora e melhor música/disco, considerada expoente em diversos gêneros musicais, com enfoque para a música popular brasileira e black music mundial.

Acompanhando seu pai em shows, em sua adolescência, Sandra frequentava os bailes de gafieira, samba e soul, em Pilares e adjacências, bem como a quadra da Caprichosos de Pilares, escola onde desfila até hoje.

Gostando cada vez mais do universo musical, aprendeu sozinha a tocar violão e começar a compor suas letras. Com o incentivo dos pais, começou a se apresentar em escolas de samba e em pouco tempo, Sandra de Sá tornou-se considerada a rainha do soul brasileiro.

É chamada por alguns de “Tim Maia de saias”, por se identificar com o cantor no balanço e no timbre grave da voz, além de por suas histórias juntos, como o famoso clipe do hit “Vale Tudo” (Tim escolheu Sandra para fazer o dueto com ele).

Ficaram grandes amigos e fizeram muitos shows juntos pelo Brasil afora. Cazuza dizia que ela era a “Billie Holliday brasileira”. Por suas letras de forte conscientização social, ganhou prêmios como cantora e compositora em diversos festivais de música popular brasileira, nos quais, em geral, era inscrita pela amiga Fafy Siqueira.

Em 1977, começou a estudar psicologia na Universidade Gama Filho, curso que teve de abandonar quase no momento de concluir, pois despontou como compositora, tendo uma de suas composições da época, “Morenando”, gravada por Leci BrandãoLogo depois, também despontou como intérprete.

Sandra e o cantor e compositor Cazuza (1958–1990) eram grandes amigos, tanto que o chá de bebê de Jorge de Sá, filho de Sandra, foi na casa dos pais de Cazuza, coordenado por Lucinha, mãe do artista.

Cazuza foi o padrinho de batismo do bebê, que foi fruto do relacionamento de Sandra com Tom Saga, um compositor que ela conheceu em um show em Muriaé, em Minas Gerais. Começaram a namorar na mesma noite que se conheceram e foram para o Rio de Janeiro juntos.

Sandra já havia deixado claro que não queria nada sério, apesar de ele insistir em um namoro fixo. Sandra nunca quis casar-se e, desde que começou a se apresentar e ganhar seu dinheiro, com menos de vinte anos, saiu de casa e foi viver sozinha, já que queria sua independência.

Por descuido, engravidou e, na mesma hora, quis terminar a relação, já que nunca quis se prender a ninguém. Tom Saga aceitou, mas com a condição que também participasse da vida do filho. Assim, o acordo foi feito.

Por estar na mídia grávida e sempre aparecendo sozinha, foi acusada de ter feito inseminação, mas desmente boatos de que teve um filho por produção independente e afirma que todos os amigos e familiares sabem quem é o pai de Jorge, seu filho, e que ele conviveu com o pai e com os meio-irmãos durante toda a sua vida. Mesmo com a agenda cheia de shows, ela amamentou o filho até os dois anos de idade e cuidava dele, sem babá.

Seu maior sonho atualmente é se tornar avó. No início de 2015 assumiu sua bissexualidade, e afirmou que as diferentes formas de sexualidade, como a homossexualidade e a bissexualidade, são dons que a pessoa desenvolve com o tempo, mas que não é uma escolha: nasce-se assim.

Em 2017, casou-se com a compositora Simone Floresta. Em 2019, compôs um samba-enredo em homenagem a Elza Soares, composto em parceria com DR Márcio, Igor Vianna, Jefferson Oliveira, Prof. Laranjo, Renan Diniz, Solano Santos e Telmo Augusto e eleito para o Carnaval de 2020.

Wikipédia

Veja também:
Shows

Baladas
Stand-ups
Portugal

Concertos e vida noturna

 

 

Veja ainda: agendas nacional, regionais e estaduais de caminhadas, corridas e maratonas, no Brasil, em prorunners.run. Click aqui. 

Mais

Ingressos

Ingressos

Tempo

Tempo

YouTube

YouTube
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
X